Estilo

Festival de looks clichês

  • Aldeneide Dos Santos Freitas

    Olá. Gostei do texto e concordo com o que foi abordado. Realmente os looks mostrados nos últimos festivais estavam ” clichês demais ” . Parece que as pessoas que frequentaram esses eventos ( especialmente as celebridades ) procuraram um stylist pra irem todos ” montadinhos ” já com a intenção de serem clicados para revistas de moda e estilo. E dai as lojas fast-fashion massificam esses looks e por ai vai … Não é como antigamente ( nos áureos tempos de festivais como Monterrey e Woodstock, por exemplo ). Eu amo rock/ heavy metal e de vez em quando vou em alguns shows, e sinceramente, acho que as pessoas que vão nesses shows tem umas sacadas mais legais do que os que vão nesses festivais mainstream como o Coachella ( justamente por irem vestidos com aquilo que se sentem bem, não pra agradar outrem) , onde as pessoas vão mais pra desfilar seus looks “modinha ” do que curtir a música em si ( e assim se vestir de forma autêntica ). Parabéns pelo post ! Stay heavy !
    http://www.estilosasefashionistas.blogspot.com.br

  • Nossa, concordo total e tbm to achando tudo mais do mesmo! Parece que o etnico, boho e afins viraram estilo num potinho HAHAHAH http://simsemfrescura.blogspot.com.br/

  • Juliana medeiros

    Concordo! Apesar de eu amar e ser super adepta a essas tendências, acredito que você só pode usar algo que te represente e que seja parte de você. Infelizmente, é tão estranho você olhar alguém tão montado e ver que essa pessoa não é nada daquilo. A peça parece saltar dela. Como se não devesse estar ali. E sim, todos esses festivais são regados as mesmas tendencias. E as lojas transformam isso em ”suuper mega tendências” que banham as vitrines como algo novo. Sendo que a um tempo, isso era usado por usar, não por moda. Querendo ou não os festivais antigos eram baseados a alucinógenos e pessoas desligadas a tendencias, usavam o que dava na cabeça. E isso que é legal. Não agora, ver mil meninas usando coisas compradas na forever 21, por exemplo e não ser nada daquilo.

    http://www.overdosedelucidez.com.br

  • Rayane

    Vamos! o/
    Texto incrível, e acaba refletindo muito não apenas um “festival de look clichê”, né? No momento atual, é tudo um grande festival de clichês (e alguns absurdos…).
    Adorei a reflexão.

    bjos!
    http://www.queridovestidobranco.com

  • Sábado à noite, na celebração de um aniversário, numa balada de São Paulo: preguiça do meu vestir e do vestir das pessoas ao redor. Estamos todos iguais. Mas, vou além: tenho uma impressão de que fingimos nos divertir, fingimos ser cool. A roupa faz parte dessa encenação, seja no festival, na balada, no shopping. No lugar no qual mais me divirto, ensaio de escola de samba, minha preocupação, além de me vestir de mim mesma, é conforto. Não quero mais fingir ser quem eu não sou.

  • Paty Zambrini

    faço um curso de produção de moda, e nina vocÊ conseguiu transmitir exatamente o que é moda pra mim e oq ue eu acho que não consegui transmitir em uma redação no curso. exatamente nesta frase:

    Porque roupa é identidade. Escolher o que vamos vestir é decidir como queremos ser vistos e interpretados. É importante que a nossa roupa reflita quem a gente é e quem a gente tem vontade de ser.

    que no rock in rio e nos próximos festivais esbarremos mais em looks do seu próprio dia do que cópias, que muitas vezes não tem nada a ver com o local, sua identidade! Beijos!

    garotasputnik.com.br

  • João Marcos

    tem um diferença entre os ~looks~ das fotos, com os ~looks~ dos gifs/videos de pessoas curtindo realmente a música…

  • Ariadne Brito

    muito boa reflexão!

Ei! Agradecemos por compartilhar nosso conteúdo

Agora vem conhecer nossos outros canais

manda pra uma amiga :)