Estilo

Se vestir é um exercício de autoconhecimento

  • leticia

    que texto lindo, cara!

  • Mayara

    Apenas a minha realidade. A vontade de usar roupas que talvez não sejam compatíveis com a cara que eu sempre mostrei aos outros. Dá medo? Dá. Mas quando eu visto, é uma sensação maravilhoso. E eu vou além: sempre sonhei em cortar franjinha e ouvia das pessoas que nunca ia ficar bem no meu rosto. Resultado? Cortei e to arrasando e ta todo mundo concordando comigo. E o melhor? Eu to me sentindo maravilhosa <3

    • Mesma coisa comigo, Mayara! Quando corte franja, quando fiquei quase loira, quando quis fazer outras tantas mudanças que representavam quem eu queria ver refletida no espelho. E é isso, quando tá refletindo a nossa vontade, quem a gente é naquele momento vai ficar lindo. A gente vai brilhar e as pessoas vão se surpreender <3 Beijão!

  • Carol Costa

    Ótimo texto Nina! Ler reflexões como essa me dá uma sensação boa sabe? Obrigada!!!
    http://dibobis.blogspot.com.br/

  • Renato Oliveira

    O texto coincide nitidamente com os novos olhares e métodos que venho tentando incorporar ao meu trabalho como consultor de estilo e blogueiro. Conseguimos pessoas mais autênticas quando baseamos a busca por novos estilos e imagens de moda, na liberdade, e no desejo de ser e sentir-se como quiser ! http://www.pontepop.com.br

  • Gabriela S. Padilha

    Acho que o papel das revistas e blogs deve ser exatamente esse, de dizer que as pessoas são livres para vestir o que quiserem! http://www.alemdolookdodia.com

  • Erika Gentille

    Isso é tudo que eu penso. E penso mais algumas coisas, se quiser ver, Carlinha: http://www.ixigirl.com :), depois de passar por isso aqui: https://www.youtube.com/watch?v=DUXXrlALRnY não tem como viver de maneira menos profunda. Beijo

  • Walkyria

    Putz! Falou tudo Nina!
    Queria sugerir um post sobre TAMANHO G!
    Você disse sobre entrar no provador e conseguir provar uma roupa que possa vir a traduzir quem você é…
    E quando você não consegue nem chegar no provador?! Você achou aquela peça linda! Maaaaas, não tem seu tamanho. Você não passa nem da arara, e dos cabides… vai embora e não traduz quem você é através de uma peça linda que encontrou. e o engraçado é que o G não é um absurdo de tamanho… eu por exemplo não tenho quase nada de seios, mas minha costas é hiper larga, herdei da família do meu pai, ombros largos etc, e visto o tamanho G. Não tenho vergonha disso, mas fico triste quando encontro um vestido lindo e não passo ele nem dos ombros…
    Parabéns mais uma vez pelo post!
    Wal.

  • alessandra faria

    Excelente texto!
    Dá para refletir e rever alguns conceitos.
    Mostrar a responsabilidade através das próprias roupas não é tarefa fácil, não. Mesmo porque, muitas vezes as pessoas não se conhecem.
    Bjos
    http://www.alessandrafaria.com

Ei! Agradecemos por compartilhar nosso conteúdo

Agora vem conhecer nossos outros canais

manda pra uma amiga :)